Parasitos: Dipylidium caninum (Cestoide mais comum em cães)

Dipylidium caninum

Esse parasito é um helminto, mas especificamente da classe dos cestoides e pertence a família  Dipylidiidae. Tem como hospedeiro definitivo os cães e gatos, raramente no homem. Seu hospedeiro intermediário é a pulga ( Ctenocephalides felis e C. canis) e o piolho (Trichodectes canis). Sua forma adulta  se encontra no duodeno do hospedeiro definitivo, para ser mais exato você encontra no intestino delgado, a forma larval desse parasito se encontra como cisticercóide(vesícula rígida com escólex invaginado ) na pulga ou piolho. Lembrando que esse cisticerco pode durar até 30 dias no piolho, já na pulga dura vários meses.

•Adulto com até 50 cm de comprimento
•Escólex com rostelo retrátil contendo 4 ou 5 fileiras de ganchos; 
Na sua morfologia é capaz de perceber as proglotes em formato de grão de arroz, com aparelho genital duplo, com um poro se abrindo em cada borda. Cada capsula ovígera tem dentro 20 ovos.
Ciclo desse cestode:

O Hospedeiro definitivo( cães ou gatos) ingere o hospedeiro intermediário( pulgas ou piolhos) contendo cisticerco, no qual ele vai ir para intestino delgado onde se desenvolvera na forma adulta e lá produzira ovos, mais tarde ocorre a eliminação  proglotes gravidas nas fezes do hospedeiro definitivo  Essas proglotes gravidas liberam os ovos no ambiente ou no pelo do animal por exemplo, onde as larvas das pulgas ou o piolho ingerem esses ovos, onde lá se transformar em cisticerco. Essa pulga ou piolho com cisticerco é ingerido pelo hospedeiro  ele vai para o intestino delgado e la começa todo processo novamente.
Mas vamos ao que interessa: Os sintomas.
A sintomatologia geralmente só ocorre em infecções maciças, há  inflamação da mucosa intestinal, diarreia  cólica, alteração do apetite e emagrecimento, podem ocorrer manifestações neurológicas e obstrução intestinal.
Como as proglotes grávidas saem ativamente pelo ânus, esta migração pode provocar prurido, e o cão passa a esfregar o ânus no chão.
O diagnóstico pode ser feito clinicamente, verificando se há presença de proglotes na região perineal ou nas fezes, ou se não laboratorial  através do exame parasitológico ocorrendo há identificação das proglotes e cápsulas ovígeras (quando há rompimento da proglote eliminada).
Tratamento
• Com Anti-helmínticos :Bunamida 25 – 50 mg/kg
– Dichloropheno 220 mg/kg
– Epsiprantel 5,5 mg/kg
– Niclosamida 157 mg/kg
– Praziquantel 2,5 – 5 mg/kg
E principalmente o controle de pulgas e piolhos .
Esse helminto é um dos mais comum em cães e é tão simples, basta controlar as pulgas e piolhos, eliminando o começo desse ciclo. Vale lembra que os humanos também podem ser infectados, por isso além de você ter a obrigação de proteger o seu animal, deve também manter o controle para garantir a saúde da sua família.

Anúncios

Publicado em 18 de março de 2013, em Sem categoria. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: